segunda-feira, 27 de junho de 2022

Eu Li, Bido, Sem Libido

 

Eu Li, Bido, Sem Libido

 

Uma rosa desfolhada

No meio do nada

Com gotas de orvalho

Ao som tremido de chocalho

 

Num poema erótico e sensual

Dizem que ela foi gozada no quintal

Peguei o livro secreto e proibido

Eu li, Bido!

Mesmo assim não senti libido

 

Frases de amor escritas nas areias

Perto de pessoas desnudas

E até mesmo de lindas sereias

Causam calores nas nucas

 

Mas não é lá que fico

Eu li, Bido!

Mas não senti libido

 

Nudes enviados por desconhecidos ao celular

Apaguei e deletei tudo para não ficar no lugar

 

Não sei se isso é sedução ou mico

Eu li, Bido!

Mas não senti libido.

Luciana do Rocio Mallon

#poema #poesia #literatura

 


 

domingo, 26 de junho de 2022

Ela Já Foi Várias Noivas de Festas Juninas

 

Ela Já Foi Várias Noivas de Festas Juninas

 

Ela é mulher, com a alma de menina

Por isso já foi noiva de festa junina!

Ela já fugiu, com Pedro, antes de ir para ao altar

Para poder furtar a chave do céu sem sair do lugar

 

Na capelinha de melão, ela entrou de branco

Com seu espírito franco e brando!

Ela não se queimou ao pular a fogueira

Pois era a sinhazinha mais faceira!

 

Seu véu já virou foguete cintilante

Brincando com uma estrela brilhante

Porque ela pediu matrimônio

Para o querido Santo Antônio

 

Engoliu, sem querer, a imagem

Do santo que vinha no bolo

Sua grinalda fez parte da paisagem

Sem embromação e muito menos rolo

 

Ela foi várias noivas de festas juninas

Com saias de chitas e purpurinas.

Luciana do Rocio Mallon

#festajunina #festajunina2022 #poema #poesia #literatura



sábado, 25 de junho de 2022

Mulher na Menopausa

 

Mulher na Menopausa(Por Luciana do Rocio Mallon)

 

Primeiro, ela sente calores

Com algumas pitadas de dores

Depois de um jeito dormente

Ela simplesmente sente

 

Que aquilo não é apenas passageiro

Pois dá vontade de chorar o tempo inteiro!

 

Mas depois das tremidas nos joelhos

Somem aos poucos os dias vermelhos

Mas, ela vira rainha em todos os espelhos!

 

Pois uma pausa pode ser uma respiração quente

Onde é possível liberar um desejo fremente

Onde existe menos pausa, há mais melodia

Recheada de emoção e Poesia

 

Amadurecer é poder realizar os sonhos

Que não foram possíveis na juventude

Deixando para trás, os dias tristonhos

Onde um sorriso vira atitude

 

A mulher na menopausa é mistura de rainha com guerreira

Tem uma dose de fada, uma lição de sábia e uma pitada de feiticeira.

Luciana do Rocio Mallon

#menopausa #poema #poesia #menospausa #literatura  



quinta-feira, 16 de junho de 2022

O Amor Entre o Balão de São João e a Pipa

 

O Amor Entre o Balão de São João e a Pipa(Por Luciana do Rocio Mallon)

 

Era uma vez uma pipa de periferia

Feita de papel de seda e crepom

Com bambu cheio de harmonia

Que nunca saía do tom!

 

Numa tarde de junho, bem no inverno

Ela avistou um balão de festa junina

Então sentiu vontade de dar um abraço eterno

Naquele balão com papel de seda e purpurina

 

Mas o balão tinha, no rabo, um fogaréu

Que iluminava todo o escuro céu

Desafiando o brilho do luar

Assim ela ficou com medo de se queimar

 

O balão avistou aquela arraia colorida

Mas temeu que ela fosse bandida

Por causa do cerol cortante

Como pedaço de diamante

 

Há paixões que não se concretizam por medo

Esse é o verdadeiro e real secreto segredo.

Luciana do Rocio Mallon

#balão #arraia #festajunina #festajunina2022



domingo, 12 de junho de 2022

Por Que Não Tem Jacaré na Novela Pantanal, 2022, da Versão da Globo?

 

O jacaré, do Parque Barigui, comentou com a capivara:

- Por que não aparecem jacarés na nova versão da novela, Pantanal, da Globo?

Poxa, vejo: onça, cobra, boi e até mosquito, mas nada de jacaré!

Luciana do Rocio Mallon

#pantanal

#lucianadorociomallon



sábado, 11 de junho de 2022

Salão da Márcia

 

Salão da Márcia

 

Deseja renovar o visual

Para mudar o astral?

O salão da Márcia tem magia

Com um toque de Poesia

 

Aqui tem chapinha, tintura,

Limpeza de pele e progressiva

Que deixam você uma formosura

Como a brisa que o vento alisa

 

Assim você vira uma estrela cintilante

A verdadeira musa de uma paisagem

Com o cabelo macio e brilhante

No toque suave da selagem.

Luciana do Rocio Mallon

 


 

 

 

 

 

quinta-feira, 9 de junho de 2022

Entrevista Com Escritor Manoel Amaral

 

Como meus seguidores sabem, voltei a fazer entrevistas com artistas para minhas redes sociais.

O entrevistado de hoje é o escritor Manoel Amaral:

 

Entrevista com Escritor Manoel Amaral

1 – Como e quando descobriu que tinha talento para ser escritor? Desde os dezoito anos que já escrevia, mas só publiquei livro a partir de 2003.

2 – Quais são os escritores que você admira? O meu preferido é Monteiro Lobato, na Academia eu ocupava a cadeira 8 justamente de Monteiro Lobato. Gosto de Fernando Pessoa, José de Alencar e muitos outros novatos que tenho lido pela internet. Na série de terror adoro Stefan King.

3 – Qual é sua formação acadêmica e como ela ajudou na sua carreira de escritor? Sou formado em Advocacia com pós-graduação em Administração Pública. Tenho alguns Diplomas na área de Literatura.

4 – Quais gêneros escreve? Contos, crônicas e outros textos para internet.

5 – Quais são os temas dos seus livros? Pesquisa, História, Ufologia, Terror, assombrações, suspense, previsões, futurismo.

6 – Um protagonista que marcou seus textos virtuais foi, Osvandir, como você criou esse protagonista? O personagem Osvandir, que está em quase todos os meus livros foi fruto de uma gozação com algumas pessoas que fazia sucesso na época. Uma junção de nomes: Osvaldo + Vandeir Jurandir. OSVANDIR, tem a palavra OVNI e o nome completo também tem o OVNI. Veja só: Osvandir Vieira Nicolai, filho de pais fazendeiros em Goiás, desaparecidos misteriosamente numa data, na década de setenta, pouco depois de seu nascimento. Foi adotado por seus avós. A família dele é só de nome que começa com ”O” e termina com “IR”. Não sei explicar porque... Vive de rendas da herança dos pais. A palavra Ovni, no nome principal não foi intencional, uma leitora de seus contos que descobriu isso...

7 – Quais os nomes das suas obras?

a) São Gonçalo do Pará – 1.723 a 2.000 – impresso.

 b) Osvandir, Ufos e Esferas Voadoras.

 c) Osvandir e as Histórias Infantis.

 d) As Aventuras de Osvandir.

 e) As Novas Aventuras de Osvandir.

f) Nos tempos da Pandemia – Série Terror.

 g) Lua Cheia – Terror h) A Espada de Ouro – Aventura i) Contos do Insólito (I e II) também Crônicas – Inédito.

 j) Novo Cangaço – Quadrilhas e assalto a bancos.

 k) Osvandir no Planeta Marte.

 l) Antologia do Osvandir.

 – Vários autores do País OBS: Impressos e e-books

8 – Onde os leitores podem comprar seus livros? Na loja virtual: https://livraria.divinopolis.etc.br/ 37 9.9837-9976 9 – Qual conselho você daria às crianças e aos jovem que sonham com a carreira de escritor? Ler, ler e ler. Qualquer coisa até jornal impresso. Escrever boas redações nas Escolas.

10 – Use esse espaço para falar Sempre comecei meus contos com o Título, que procurava em qualquer lugar: jornais, conversa na rua, nos textos da Internet e em anúncios. Tenho mais de 150 títulos aguardando para serem escritos. Uma história pode aparecer de repente mas pode demorar meses para ir para o para o papel. Tenho uma lenda sobre uma Enfermeira que já está há mais de dois anos na cabeça e ainda não foi para o computador. Criar é uma coisa complicada. Têm livros ensinando, mas cada autor tem uma técnica. Frequentei a Academia Divinopolitana de Letras – ADLETRAS, desde 2,010 quando fui admitido e ocupava cadeira 8 de Monteiro Lobato. Fiz um curso de Literatura na UNISINOS - https://www.unisinos.br/ Escrevi para os jornais de Divinópolis: A Semana, Diário do Oeste e Jornal Agora https://agora.com.vc/ Agora, além de minha loja virtual escrevo diariamente para as Mídias Sociais.

Perguntas elaboradas por: Luciana do Rocio Mallon